Soft Skills - 8 Habilidades do GP Perfeito

Soft Skills - 8 Habilidades do GP Perfeito

Além de obter a certificação PMP do PMI, ou outra certificação em gerenciamento de projetos, além da capacitação técnica, para ser um profissional de projetos de sucesso é essencial desenvolver a Inteligência Emocional ou Quociente Emocional (Q.E.), que nada mais é que “a capacidade de melhorar seus próprios sentimentos e emoções, e os dos outros; fazer a distinção entre eles e usar essa informação para orientar o pensamento e a ação de uma pessoa”.

Um gerente de projeto é à primeira vista, uma pessoa que gerencia projetos. Mas, para fazê-lo, ele tem que gerenciar as pessoas da equipe do projeto.

Adicionando o conhecimento técnico que o GP deve ter, o PMI reconhece a necessidade de habilidades no gerenciamento de pessoas.

Uma das ferramentas e técnicas listadas no modelo são as habilidades interpessoais, que descrevo um pouco melhor abaixo:

1. Liderança

Os dois papéis principais da liderança é comunicar a visão do projeto completo para a equipe e inspirá-la a alcançar alto desempenho na realização dessa visão.

Agora, quando se trata de estilos de liderança, esse é um assunto vasto por si só, digno de outro artigo, que estou preparando.

Você deve ser um líder, que inspira os membros do time a darem o melhor de si pelo projeto, possuindo um entendimento claro sobre o potencial e limitações de todos com quem trabalha, para que possa estimular o desenvolvimento individual e coletivo da equipe, incentivando e suportando a todos.

Não basta apenas apresentar um problema e esperar a equipe resolvê-lo. É necessário que o líder esteja junto para encontrar a solução.

Por fim, um líder inspirador precisa ter além da capacidade de direcionar e influenciar positivamente comportamentos que potencializem resultados, a habilidade de despertar a admiração e vontade de seus colaboradores em segui-lo nos desafios.

2. Influenciar

O PMI reconhece que muitas organizações são de tipo matricial, ou seja, onde o gerente de projeto pode não ter autoridade fora do projeto sobre os membros da equipe.

A autoridade de substituição é a forma menos direta e menos coerciva de fazer com que as pessoas façam coisas, e isso está influenciando-as a fazê-lo.

Existem cinco habilidades de influência:

. A capacidade de articular claramente pontos e posições

. Habilidades de escuta ativas e efetivas

. Consciência das várias perspectivas em qualquer situação para poder integrá-las

. Reunir informações relevantes e críticas para abordar as questões importantes

. Confiança mútua para chegar em acordos

As habilidades de influência ajudam a persuadir outros a fazer o trabalho envolvido que você estabeleceu com sua liderança.

3. Tomada de decisão efetiva

As  habilidades de liderança abrangem a comunicação de uma visão e a inspiração dos outros.

O terceiro conjunto de habilidades interpessoais, de tomada de decisão efetiva, são projetados para ajudá-lo a negociar e influenciar a equipe do projeto como um todo e a organização da qual faz parte.

. Concentre-se nas metas a serem atendidas (derivadas de suas habilidades de liderança)

. Siga um processo de tomada de decisão (faça seu processo tão objetivo e transparente quanto possível)

. Estude os fatores ambientais (quais fatores em sua organização e em sua indústria você deve levar em conta ao tomar sua decisão, esta é a  parte política de ser um gerente de projeto)

. Analise as informações disponíveis (da mesma forma que nas habilidades de influência quando você está tentando influenciar indivíduos na equipe do projeto)

. Desenvolva qualidades pessoais dos membros da equipe (melhore as habilidades interpessoais daqueles em sua equipe)

. Estimule a criatividade da equipe (essa dependência da diversidade de sua equipe cria decisões que são adquiridas pela equipe)

. Gerencie o risco (reduza os fatores ambientais que podem pôr em perigo o projeto ou estar preparado para lidar com eles se você não pode reduzi-los)

Em resumo, equipes de alto desempenho não se constituem apenas de conhecimentos profissionais, ferramentas e técnicas, mas também de relações interpessoais.

Essas habilidades interpessoais também são chamadas de Soft Skills, e referem-se às pessoas que possuem um bom nível de inteligência emocional.

E é esse o pulo do gato: essa capacidade impacta diretamente na qualidade das relações e no desempenho das equipes de projeto.

Solucionar conflitos, trabalhar junto aos Stakeholders, perceber e colaborar são alguns fatores ligados a rotina do gerente de projetos, e todos eles são associados à sua habilidade de Q.E.

Um bom gerente de projetos não pode apenas planejar e controlar rigorosamente um projeto. Precisa, especialmente, possuir habilidades e competências específicas para motivar sua equipe e promover a comunicação entre ela.


A partir da semana que vem, falaremos um pouco sobre cada um dos Soft Skills, na Série Gestão de Projetos & Liderança, e esperamos você nos comentários.


Agora, me conta: Como anda o seu nível de Q.E.?

Se você tivesse seu negócio, como montaria o seu time: profissionais com maior habilidade interpessoal ou técnicos?

E na sua empresa, você já parou pra mapear as habilidades dos colaboradores?


Um abraço e até o próximo artigo.


Gostou do artigo? Compartilhe.


MAIS LIDAS

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017  

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Alexandre Abdala - Gerente de Planejamento Financeiro e TI na DOX Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Imobiliário.

Administrador de Empresas com 11 anos de experiência na área Financeira, Controladoria e Tecnologia da Informação em empresas de pequeno, médio e grande porte nacional e multinacional nos segmentos da Construção Civil, Tecnologia da Informação, Indústria, Serviços e Varejo.

Membro associado do PMI - Project Management Institute, do IPMA - International Project Management Association e certificado na metodologia inglesa de gerenciamento de projetos PRINCE2 Practitioner.